Notícias

Como planejar o embarque de carga em períodos complexos

Podcast de atualização do embarque de carga

Agosto, um dos meses mais importantes para o Comércio Exterior, segue repleto de desafios e incertezas. Congestionamentos, barreiras sanitárias, oscilação de fretes, escassez de equipamentos e redução de embarques de cargas ainda são presentes no dia a dia do setor.

O Logística PLUS desta semana faz um resumo dos principais acontecimentos:

Atualizações sobre Ningbo

O terminal de Meishan, em Ningbo, na China, que está fechado há sete dias por causa de um caso da covid-19 na região, irá reabrir parcialmente no dia 24 de agosto, com uma reabertura completa programada para 1º de setembro. O local é responsável por aproximadamente 20% do que o porto movimenta anualmente.

A previsão dos especialistas é de que levará cerca de 10 dias para limpar a carteira de navios de carga com todo o porto de volta às operações normais em meados do próximo mês.

Setor aéreo

Como consequência das restrições impostas para controlar a nova onda de covid-19 na China, foram reduzidas as operações de carga em vários aeroportos do país, forçando as companhias aéreas a cancelar centenas de voos, já que o pico da temporada de embarques começa a funcionar em alta velocidade em um setor que já luta para acompanhar a alta demanda.

Especialistas dizem que a crescente escassez de aeronaves pode elevar as taxas de frete em poucas semanas.

A situação na China piorou após o fechamento do aeroporto de Nanjing neste mês, com Xangai, Pequim, Guangzhou e Tianjin impactados por medidas de quarentena rígidas.

Cada aeroporto instituiu diferentes abordagens para combater o COVID. No aeroporto de Shanghai Pudong, o mais afetado no momento, os funcionários trabalham por sete dias, ficam em quarentena em um hotel do governo por sete dias e depois em casa por sete dias, antes de reiniciar o ciclo.

O cenário causou um grande fluxo de demissões entre a equipe de operações, bem como a escassez de equipamentos nos aeroportos.

As companhias estão lutando contra as regras de quarentena da tripulação, com longos atrasos resultando em cancelamentos ou voos de retorno vazios, já que precisam decolar para evitar problemas de espera da tripulação. 

Esse cenário já promove escassez de espaço na Europa e Estados Unidos, onde muitos aeroportos já estão fortemente congestionados, sendo os piores Los Angeles, Chicago e Nova York, com armazéns sobrecarregados e cargas paradas na pista.

A demanda está aumentando com o e-commerce e gigantes de alta tecnologia planejando lançar novos produtos, como novos modelos de iPhone e laptop, e o Playstation 5.

Como planejar o embarque de carga em períodos complexos

A solução do momento é se manter informado e planejar previamente. Não é possível manter todos os processos exatamente como eram antes da pandemia. Hoje, os navios estão todos cheios e esse é um fenômeno que vivemos na exportação marítima brasileira. Há mudanças em planejamento de vôos e barreiras sanitárias que podem ser divulgadas a qualquer momento.

Quanto antes o planejamento for feito, melhor será o trabalho de gestão. A Pluscargo promove informações em seus canais online para que os profissionais consigam fazer a melhor escolha e isso vem se mostrando bastante eficiente.

É preciso acompanhar atentamente o cenário, pois pode haver melhoras gradativas. Quem atua nesse setor já aprendeu como coordenar a operação em tempos complexos, contudo, é preciso ter cautela e entender as movimentações do mercado, que sofrem alterações diárias, e a tendência é que essas incertezas permaneçam nos próximos meses.

Você também pode escutar esse conteúdo no Spotify:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *